BB Cream Olhos (Creme Milagroso) – L’Oréal

Loreal BB olhos.089

Há pouco, chegou às prateleiras o BB cream para olhos da L’Oréal, o conhecido creme milagroso – 5 em 1 – em versão para a área dos olhos. Embora eu já tenha revelado o meu desamor pelo BB Cream regular da marca, novidade é novidade e eu não aguentei! >.<

Segundo a marca (direto da caixinha ):

Agora para a área dos olhos um produto completo: em 1 só gesto, 5 benefícios. Sua fórmula exclusiva foi especialmente desenvolvida para hidratar a área dos olhos. Enriquecida com pigmentos minerais, minimiza a aparência de olheiras de forma eficaz corrigindo imediatamente as imperfeições da sua pele. Sua agradável textura tem um leve toque de cor que uniformiza o tom da pele deixando um acabamento natural.
Em apenas um passo todos os cuidados para a área dos olhos para uma pele perfeita imediatamente. Combina tratamento com um toque de maquiagem. Resultados espetaculares: hidrata a pele, ameniza olheiras, uniformiza e ilumina, suaviza imperfeições e alisa a pele.

Então a marca cita os cinco benefícios deste produto considerado tratamento… Vamos ver!

Loreal BB olhos.090

Apliquei o produto e puxei um pouco para baixo, como faço com corretivos, e apliquei também na pálpebra. Finalizei com BB cream para a pele, sem aplicar por cima dos olhos.

Eu gostaria que ele fosse mais claro, já que a cor que comprei é a clara mas, como vemos, ele confere à pele uma aparência hidratada, ameniza as olheiras, uniformiza e ilumina (claro, porque a olheira deixa de ser marrom…), suaviza as imperfeições (afinal, suaviza as olheiras! >.<)  e alisa a pele – não tenho muita certeza quanto a isso…

No entanto, como minha pálpebra é bastante oleosa, cinco minutos depois já estava assim:

Loreal BB olhos.091

Complicado, né? Ao vivo a aparência é ainda pior.

Eu também me perguntei qual a diferença deste BB Cream para a versão para pele, aquela que não deu certo para mim. Então resolvi pesquisar e testar. A diferença entre os cinco benefícios é que em vez de amenizar olheiras, o BB pele tem ação anti-brilho. Já no lugar de alisar a pele, o BB pele tem FPS 20. Inclusive, acho uma grande falha o BB olhos não ter FPS! A área dos olhos, delicada como é, também necessita de proteção solar.

Comparando…

Loreal BB olhos.092

Sendo o BB pele aplicado no olho à esquerda do monitor e o BB olhos à direita, é possível notar que a versão olhos, embora também na cor clara, é mais escura. No entanto, sua textura é mais cremosa. Eu considero que a versão pele, embora teoricamente matificante, ilumina melhor a área do olho. Acredito que isso seja resultado da cor mais clara…

Honestamente, eu não vejo vantagem em adquirir o produto se você já tem o BB cream versão pele da marca – grande queridinho da galera. A L’Oréal não deixa claro o “tratamento” que esse produto confere. Ambos BBs hidratam, mas a versão pele tem FPS 20! Além disso, a versão olhos custa em torno de R$ 24 por 15ml, enquanto a versão pele custa em torno de R$ 29 por 50 ml. É uma bela diferença por tão pouca diferença…

Ambas as versões estão a venda no site da Sephora, assim como em farmácias e perfumarias.

😉

Blackfryday

Sublime Bronze – L’ORÉAL

Oie!

Início de outono e… Acabou o banho de Sol!

Nesse verão, eu não fui para a praia. E nas vezes que fui, nem cheguei até a orla. Não sei o que se passa nesses últimos anos, pois eu costumava ir para a praia quase todos os finais de semana de novembro até março! Agora só em pensar nas horas de congestionamento já me tira toda a vontade! E foi o que aconteceu nos últimos anos, eu acho…

Enfim! Para não ofuscar o olhar dos demais cidadãos da cidade durante o verão, o autobronzeador pode ser um aliado. Assim, testei dois produtos da linha Sublime Bronze, da L’oréal.

bronzeador.162

O primeiro, da esquerda, é o  Sublime Bronze para o rosto. O que diz a marca (tradução livre…)?

Sublime Bronze Airbrush Effect Self-Tanning Dry Mist para o rosto deixa seu rosto com um bronzeado dourado e suave. De fácil aplicação, este produto não escorre pois seca instantaneamente no rosto. Não é preciso esfregar, apenas feche os olhos, aplique o spray e pronto!

Segundo a embalagem, apenas afaste o produto a 30cm do rosto e acione o spray em movimentos circulares.

Eu confesso que nunca usei o produto no rosto. Eu fiz um teste em uma área pequena da coxa e achei a cor muito alaranjada. Fiquei com medo de ficar laranja tão instantaneamente, então usei nas pernas que era o maior problema. O resultado não deu muito certo, não… Mesmo usando o spray bem de longe, dentro do box do banheiro, minhas pernas ficaram muito marcadas. Foi muito engraçado! O bom é que se aplicado apenas uma vez, em uma semana o efeito já é quase nulo!

O segundo, da direita, é o Sublime Bronze Geléia Autobronzeadora. O que diz a marca (tradução livre…)?

Sublime Bronze criou este autobronzeador em gel que deixa sua pele macia e suave, com um bronzeado natural. Você sentirá sua pele imediatamente fresca e macia. A fórmula imita a cor da sua pele quando bronzeada naturalmente; contendo pro-AHA e vitamina E.

A aplicação é com as mãos, no corpo e rosto, tomando cuidado nas partes mais rugosas, como joelhos, cotovelos e calcanhares, e é necessário lavar as mãos logo em seguida. Inicie com aplicação diária e depois passe a 2-3 vezes na semana para manter o resultado.

Eu havia lido bastante antes de comprar e muitas meninas diziam que secava quase que instantaneamente e não manchava. Comigo não foi bem assim. Eu senti que demorou muito a secar. Nunca coloquei a roupa logo em seguida, então realmente não manchou. Usei apenas antes de dormir para não correr riscos, mas o cheiro é o clássico cheiro de autobronzeador.

O resultado foi ok. Claro que a cor não era a minha cor de bronzeado natural, mas dá para disfarçar a brancura reluzente. Realmente só comecei a notar a cor depois da primeira semana de aplicação. Depois mantive mais uma semana aplicando duas vezes e pronto. Deixei morrer a cor.

Paguei US$12 em cada um dos produtos, em free shop. Achei um preço bom para o resultado, mas, claro, só posso falar da geléia, uma vez que o spray não testei no rosto, mas na perna não rolou! Eu tenho medinho de testar no rosto gente. Como o spray é bem concentrado, mesmo com a distância, imagina se fico com uma listra no rosto? Ai! Hahaha.

E você? Já teve que apelar para o autobronzeador?

🙂Rak

Cuidando da pele mista/oleosa: produtos para limpar e hidratar

A procura por produtos adequados para a sua pele mista a oleosa também é uma saga pra você? Pois é!

(Tá com preguiça? Rola até a figura!)

É impressionante a quantidade de produtos específicos para peles mistas a oleosas que existe no mercado… Que bom, né?! Se houvesse apenas um eu estaria “ferrada”! Desde os primeiros anos da juventude (já que hoje a juventude é de 16-29 anos, eu ainda sou jovem! :)) eu utilizo produtos para limpar a pele. Já foram diversas marcas, desde Clean & Clear até Clinique, mas, atualmente/ultimamente, a L’Oréal conquistou seu lugar junto a pia do banheiro. Isso só foi possível devido a análise do tipo de pele que fiz com uma representante da marca, em uma Panvel. Desde então, procurei pelos produtos em todas as farmácias Panvel ao meu alcance, mas foi em uma Droga Raia que minha procura teve fim (sorry, Panvs!).

Embora já tenha testado vários produtos para limpar a pele mista, todos tinham o mesmo “problema”: deixavam minha pele repuxada, ressecada. Sempre achei que era o correto, afinal, pele oleosa tem que ficar limpa, sem nenhuma oleosidade. Hoje sei que isso não é verdade e que pele limpa e pele ressecada não são sinônimos. Depois de analisar vídeos gringos no youtube, comprei os produtos do sistema 3-passos da Clinique. Os produtos são muito bem recomendados e o hidratante (DDM) é o preferido das leitoras do blog Coisas de Diva. Eu gosto muito do sabonete facial para o verão, pois deixa a pele super refrescante. Já no inverno, ele deixa minha pele repuxada :(. Seja no verão ou no inverno, o adstringente irrita minha pele e a deixa toda vermelha (isso que produtos Clinique são hipoalergênicos…). O hidratante é um gel tão leve que desliza suavemente pelo rosto, mas não hidrata o suficiente minha pele no inverno. Acabo passando um hidratante potente no rosto todo uma vez na semana.
Numa tentativa de continuar amando a Clinique, pedi para minha mãe que trouxesse de Portugal o sabonete facial para peles do tipo 2 (normal), já que, embora tenha feito o teste sobre tipos de pele disponível no site da marca, talvez os produtos para pele do tipo 3 sejam agressivos demais para mim. Eis que minha mãe entregou minha lista de compras nas mãos da vendedora do El Corte Inglés de Lisboa e, confiando na vendedora, trouxe para casa o sabonete facial para peles do tipo 1 (seca)… Depois não querem que façamos piadas com nossos amigos lusitanos.  Bem, dinheiro havia sido gasto naquele produto, então eu usei. Usei inverno passado e em parte deste. É uma loção que parece mais uma loção hidratante do que um sabonete. Junto com o adstringente para pele tipo 3 quebrou o galho, mas eu nunca senti minha pele limpa.
Antes de encontrar os produtos que uso no momento e após terminar o hidratante/sabonete facial da Clinique, voltei a usar o sabonete facial para pele tipo 3, também da Clinique. No primeiro frio de junho minha pele pediu socorro! Eu tive que apelar para o Creme Nivea, aquele creme hidratante com cara de banha de porco em uma embalagem azul (se não me engano, tem um em latinha). Era DDM no rosto todo e Creme Nivea no nariz, testa, queixo e ao redor da boca. Eu já passava ele uma vez por semana, mas chegou em um ponto que eu estava passando todas as noites e, às vezes, de manhã. Loucura! Aquilo é mais pesado do que, mmm… Banha de porco, oras!

Saí um dia decidida a encontrar os produtos da linha Hydra-Matt da L’Oréal, indicados para minha pele. Comprei a espuma de limpeza e o tônico facial. Neste mesmo dia, decidi comprar um hidratante adequado, porém fui rebelde e, em vez de comprar o hidratante da Neutrogena citado no Coisas de Diva (pois era para todos os tipos de pele), comprei outro da mesma linha que havia visto em outro blog, pois eu não gosto de hidratante com filtro solar para a noite. Acho que vai ser mais oleoso, ou vai ter cheiro… Não sei!  Estou usando o trio há três semanas e estou muito satisfeita. A espuma rende muito  (a quantidade equivalente a unha do meu dedinho lava o rosto inteiro) e o tônico não é forte e não deixa aquela sensação de ressecamento (nenhum produto tem álcool). Ainda assim, sinto uma leve necessidade do hidratante. Eu lavo o rosto ao menos duas vezes ao dia e passo o hidratante após o tônico. Me indicaram misturar o hidratante com o BB cream, mas ainda não testei…

Pele oleosa.033

Valores citados são aproximados.

Ainda que não faça parte dos produtos básicos para a pele, eu utilizo uma espuma de limpeza profunda dos poros de uma a duas vezes na semana. Ela é a base de albumina, é rica em aminoácidos e deixa uma sensação de pele super limpa. Mesmo que não resseque a pele, eu costumo borrifar o rosto com água termal depois de usar essa espuma, pois ela me causa uma leve irritação, já que deve ser aplicada em movimentos circulares e qualquer fricção irrita minha pele.

Antes desses, eu havia usado apenas um produto de limpeza da L’Oréal: Go 360 Clean. Ainda que para todos os tipos de pele, ele foi muito bom. Um dos melhores que já usei! Deixava a pele com pouquíssima sensação de ressecamento e não tem nenhum “OL” na fórmula. Infelizmente, nunca encontrei no Brasil…

Pronto! Agora você tem mais uns produtinhos para adicionar à sua eterna procura pelo produto perfeito para a SUA pele mista. Quero esclarecer que tudo isso que relatei acontece na MINHA pele. Pode ser uma história completamente diferente com a sua pele mista a oleosa.

🙂

Revelação: eu não gostei do BB cream da L’Oréal.

bbcreamloreal.023

(Tá com preguiça? Pula direto para o “Resumindo” :))

Pois é. Eu não gostei. Demorei muito para aceitar esta realidade. Embora eu ainda não tenha visto uma única alma falando mal dele, não posso mais conviver com esta farsa (ó, vida cruel! #dramamodeon).

Como qualquer outra mulher ligada no mundo, eu estava muito ansiosa pelo creme milagroso. Eu havia encomendado, em março, BBs da Skinfood direto da Coréia e eles demoraram a chegar. Como uma mulher normal, eu não poderia esperar! Eu precisava de um BB cream pra ontem. Após a decepção ao ler as resenhas da versão nacional do BB cream da Maybelline, a versão da L’Oréal era a aposta da vez. O L’Oréal Nude Magique já havia chamado minha atenção, mas R$70 era muito “amor” em um produto que eu não poderia testar antes de comprar. Foi então que, em uma Panvel muito distante, eu experimentei o BB cream milagroso após fazer uma avaliação de pele com a promotora da marca. Na hora tudo pareceu lindo, ainda que tenha apenas testado na minha mão (eu estava de base e etc.). Comprei, feliz, a cor clara, enquanto minha migs chorava porque a cor média não estava disponível.

No dia seguinte a aquisição do produto eu já estava toda feliz com o queridinho. Era início de maio, ainda havia um bronze na pele, mas eu já achava que a cor era muito amarela para mim. Mas azar, era o BB cream que eu tanto queria! Porém, o clima deu uma esfriadinha e minha pele ficou ressecada. Nesse meio tempo, recebi junto com uma compra do ebay uma amostrinha do Skin79 Super BB Cream VIP Gold Collection e, como já havia visto por aí que os BBs da Skin79 são bastante hidratantes, resolvi testar. Foi bom enquanto durou, mas fiquei feliz de durar pouco, pois era hidratante o suficiente para gerar aquelas espinhas bem pequenas (ou whatever) na testa. Ele também era mais claro que minha pele, mas em questão de minutos a cor ficava ótima. Quando a amostra chegou ao fim, chegaram minhas compras da Coréia, mas resolvi continuar com o milagroso, uma vez que já estava em uso. Prontamente me incomodei com a cor e logo comecei a notar que ele transferia muito e, como eu costumo tocar o rosto com certa frequência (bem como não se deve, eu sei!), eu conseguia ver uns “patches” de pele com cor diferente do restante. Além disso, logo veio aquele frio maluco e minha pele mista resolveu que era o momento de ressecar e pronto. Foi então que comecei a notar os problemas mais chatinhos do milagroso com a minha pele: ele evidencia (loucamente) o ressecamento e acumula nas linhas de expressão. Se você não sabe o que é ter aquela sua linha de expressão elevada na quinta potência, fique satisfeita. De repente eu via minha testa com, pelo menos, cinco anos a mais do que hoje. Isso é de gerar pânico, minha gente! Além disso, não existia mais nenhum resquício de bronze e a diferença de cor ficou muito aparente. Certa vez minha mãe disse: “minha filha, parece que tu estás com uma linha no rosto.” Na hora não me dei conta, mas era o BB cream mal espalhado. 

Seguindo as instruções da embalagem, eu passava o milagroso com os dedos. No entanto, eu não me sentia satisfeita com a aplicação, parecia que meu rosto ficava como um mosaico de cores, pois o creme não se depositava uniformemente. Então comecei a aplicar com o F80 (réplica da Sigma). Melhorou, mas ainda assim não ficava uniforme e as áreas ressecadas continuavam em evidência. Nesse momento, dei uma pausa no milagroso e comecei a testar o BB cream da Skinfood, Good Afternoon Apple Cinnamom Tea e gostei muito, então deixei o milagroso de lado. No entanto, vendo o post da Mayra eu fiquei “mimimi” a respeito e, seguindo a dica dela, testei a aplicação com o duo fibre. Na questão da aplicação em si, realmente melhorou bastante, porém senti necessidade de aplicar uma segunda camada – o que já quebra a idéia do “aplica e vai” que todo BB cream deve seguir. Porém, as demais questões permaneceram, tornando ele ainda não satisfatório ao meu ver.

Resumindo, o L’Óréal B.B. cream creme milagroso não deixa minha pele perfeita imediatamente porque:

  • Tem tonalidade mais escura que meu tom de pele;
  • Falha na aplicação, de forma que não se distribui uniformemente (falha no quesito uniformização);
  • Evidencia as regiões ressecadas (falha no quesito hidratação);
  • Evidencia as linhas de expressão (falha no quesito suavizar imperfeições);
  • Deixa minha pele com aspecto muito “matte” (falha no quesito iluminação);
  • Se o clima está mais úmido, em pouco tempo a zona T se mostra brilhosa (falha no quesito ação anti-brilho);
  • Transfere cor com imensa facilidade.

Conclusão: o queridinho da vez (e do bolso!) não funcionou pra mim :(.
Algumas das reclamações levantadas podem ser apenas chatice da minha parte, como a questão de ter de aplicar duas vezes com o duo fibre para que fique uniforme na pele, mas ela me incomoda de duas maneiras: primeiro porque realça a diferença de cor entre o creme e minha pele e, segundo, porque eu realmente acredito na praticidade dos BBs. Embora eu aplique meu Apple Cinnamon Tea com o F80, eu noto pouca diferença de quando aplico com os dedos. Eu apenas acho que aplicar com pincel deixa a pele mais uniforme e minhas mãos menos sujas…

Eu queria muito que nossa história tivesse sido diferente. Eu tentei, eu dei chances, mas ele não soube aproveitá-las (haha). Só não fico mais decepcionada porque o valor gasto no produto foi menos de R$30. Então, me resta viver escrava do ebay e dos BBs asiáticos até que algum produto nacional toque o meu coração (e o carão!).

Todas as meninas felizes com seu creme milagroso, parabéns! Fico na expectativa de que minha hora vai chegar!

Hahaha!

🙂