Esmalte da Vez: Plum Power – Hard as Nails, Sally Hansen

Yes! Consegui fazer as unhas para essa semana! E o escolhido foi o Plum Power, da linha Hard as Nais Xtreme Wear, da Sally Hansen!

Na verdade, eu tenho conseguido fazer as unhas sim, mas eu ando numa fase de repetir esmaltes…

A linha Hard as Nails Xtreme Wear da Sally Hansen é formulada para fortalecer as unhas e evitar descamações. Segundo a marca, cria uma camada protetora pois possui cálcio e silicone na sua composição. Se não estou enganada, todos os esmaltes dessa linha “Xtreme Wear” são perolados/cintilantes.

Embora a indicação seja aplicar duas camadas do esmalte diretamente na unha, minha aplicação foi feita sobre a base incolor. Mas acredito que para o produto agir mesmo, deva ser usado sob a unha limpa e com frequência.

Não vi escrito em nenhum lugar a promessa de durabilidade…

SallyPlum.021

… Mas achei que durou bem! Considerando que lavou louças todos os dias, cozinho e etc, para quase uma semana até que descascou pouco!

Comprei esse esmalte no freeshop (novidade…) e não achei disponível em nenhuma “loja” online, a não ser a Kutiz Beauté, mas essa cor já não está mais disponível…

No mais, achei um bom esmalte, mas sei que não vou continuar a usar na frequência necessária para tirar proveito do tratamento fortalecedor. Talvez se eu tivesse comprado uma cor mais neutra, como um nude, cor que amo de paixão…

😉

P.s.: Confira as promoções em dermocosméticos da Época Cosméticos!
Acho que é hoje que renovo meu estoque da La Roche-Posay…
Também tem 25% Off em produtos da L’Oréal!!!

epoca

 

Anúncios

Esmalte da Vez: Tough Taupe – Hard as Nails, Sally Hansen

A marca Sally Hansen é conhecida por seus produtos de cuidados com as unhas e a linha Hard as Nails é a mais “popular” da marca, que hoje investe também nos produtos  tipo “em gel”.

Eu, particularmente, compro os esmaltes pela cor e não pelo tratamento que proporcionam porque não sinto essa necessidade.

Segundo a marca:

A combinação “original” de cor e tratamento! As unhas são seladas com brilho e proteção para não descascar, rachar ou se abrir.

sally-078

Eu adoro essa cor e todas as cores da paleta “cor de rato”! Haha.

O esmalte não promete ser de longa duração, e após algumas louças lavadas e um feriado inteiro cozinhando e preparando papinhas, o resultado é o que segue:

sally-077

O preço desse esmalte nos Free Shops aqui da fronteira fica em torno de US$6-7, ou seja, R$20. Considerando que é necessário aplicar duas camadas para uma cobertura satisfatória e o fato dele não durar mais que um esmalte de R$5, eu não acho que valha o preço…

Quanto ao “tratamento”, não posso afirmar se fortalece as unhas porque não uso de maneira contínua.
Há alguns anos, minha mãe (que tem problemas com descamação nas unhas) usou um esmalte dessa linha religiosamente todas as semanas por aproximadamente um ano, acredito eu. Ela tinha estoque da mesma cor, seguindo a idéia de “esmalte vermelho fortalece as unhas”, o que já foi dado como balela por alguns dermatologistas. Se não me falha a memória, assim que ela tirava o esmalte as unhas descamavam… O que é bom de maneira geral para o esmalte, mas ruim para a idéia de tratamento, pois se espera que o tratamento trate ao ponto de você não precisar mais dele! Mas elas também descamavam com ele nas unhas, mas menos.

😉

P.s.: Quer saber mais sobre unhas? Clique aqui!

20160928_bolsa

Compras na Fronteira: Rivera, Uruguai, em tempos de dólar a R$4

UPDATE 2017: Siñeriz Free Shop agora tem maquiagens MAC e roupas de bebê da Carter’s. Os preços são absurdos se comparados ao valor praticado no site da Carter’s. Um trio de body + jaqueta + calça sai por US$13 no site da Carter’s enquanto o preço no Free Shop é de US$29…

Dando uma olhada em coisas de bebês “no lado de lá” da fronteira, notei o absurdo dos preços para nós, pobres brasileiros, nesse momento de cotação absurda. O preço em dólar continua o mesmo, ou até menor, mas a cotação deixa alguns produtos impraticáveis e até mais baratos de comprar aqui mesmo na República das Bananas. Stellinha não ganhará produtos Chicco e Carter’s de mamãe se o dólar continuar assim, e sabemos que vai!

Resolvi então atualizar o preço daqueles mesmos produtos (ou quase!) selecionados no primeiro post sobre Compras na Fronteira, de dezembro passado.

Compras na Fronteira em tempos de dólar a R$4.063

Comparando com o post anterior, é possível notar que o preço em si não é muito diferente, mas a dor no bolso é outra!

Eu pesquiso os freeshops turísticos, ou seja, onde turistas fazem compras e não a galera que compra para revenda (embora proibido pela legislação brasileira…), pois esses tem os produtos mais “luxuosos”, o que mais nos interessa. A maioria desses freeshops estão com a cotação menor do que o mercado, ou seja, US$1 = R$3,90. Um que outro ainda está mais baixo, como R$3,80. Mas antes de reclamar da ganância do dono do freeshop, entenda que eles refletem apenas o cenário econômico vigente. A razão de poderem praticar a cotação (sempre baseado no dólar comercial) um pouco abaixo é devido ao fato de seu estoque ter sido comprado no momento do dólar naquele valor. Mas isso eles só fazem em tempos de crise, no restante do “ano” o dólar acompanha a flutuação.

Dou destaque para o Barão Freeshop que está liquidando estoque e tem vários artigos, de pouco interesse, é verdade, a uma cotação de US$1 = R$2. Isso vale para alguns vinhos e outras coisas que não me chamaram a atenção e principalmente condicionadores de ar. Aí vale a pena! Tem condicionador de ar de 12.000 BTUs de boas marcas congelados a R$789. Isso, no momento que eles fazem a “reconversão” (dólar-real-dólar), sai por um valor abaixo da cota estipulada pela Receita Federal e você não precisa nem pagar imposto. Para quem mora por perto, vale a pena vir só pra isso.

No entanto, eu não vejo vantagem em andar 500km para comprar batom, base e shampoo. Principalmente porque são poucos os produtos que estão com valores realmente abaixo do mercado brasileiro.

Por exemplo, comparando com preços na Sephora:
Esmalte OPI = R$46 (+R$5)
Batom MAC = R$69 (-R$9)
Base ColorStay Revlon = R$87 (+R$28)
Base Superbalance Clinique = R$ 159 (+R$46)
Perfume 212 CH Femme = R$319 (+R$58)

Considerando que pode-se parcelar, ganhar brinde e receber em casa com frete grátis, com certeza vale a pena comprar online e não se jogar para fazer compras na fronteira…

Momento maternidade: tem um óleo da Clarins, o Huile “Tonic” que já ouvi fazer maravilhas pela pele na questão de estrias na gravidez. A Lu Ferreira, do Chata de Galocha, ama ele mas disse ser caro. Quando um blogueira famosa acha algo caro é porque deve ser uma fortuna né? Saí, então, então para procurar aqui e vi que custa US$70. Se imagirnamos um cenário de dólar a R$2, como era quando me mudei para cá, R$140 por milagres em potinhos eu pagaria, mas hoje o “santo” óleo sai por R$273, o que é mais caro que a Sephora, inclusive. Fala sério…  

>.<

728x90_Maquiagens

Vídeo: Compras de Aniversário!

Todo ano é a mesma coisa. Chega o mês do meu aniversário e eu encontro a desculpa perfeita para sanar aquele impulso consumidor suprimido ao longo da maior parte do ano… Quer saber o que eu comprei? Assista ao vídeo!

Caso o player não apareça para você, clique aqui!

(Maquiagem Dior – clique aqui!)

😉50off20150527

BB Cream – Revlon

BBRevlon.173

Mais uma capítulo da novela BB Cream. Desta vez, da Revlon! Haha.

Em novembro, na volta de uma viagem ao Uruguai, vi essa coisinha na prateleira do Free Shop e não pude resistir. Testei na época e achei péssimo! Mas verdade seja dita, a culpa não foi dele. O problema é que eu também comprei uma base e acabei comparando-o com a base… Eu sei… “Apples and oranges”… Mas aconteceu! Porém, recentemente, acabei pegando ele para testar novamente e já o vejo com outros olhos.

Ele tem uma cobertura leve, como a maioria dos BB Creams, FPS 30 e é bastante confortável na pele, sem ser úmida ou seca. Simplesmente sua pele, só que mais macia. Comprei a cor Light Medium, sem poder experimentar, mas a cor ficou um pouco escura para mim. Porém, assim que ela seca, se adapta à pele.

 revlon.176

Como mostra a imagem, ele melhora o aspecto da pele, mas não cobre imperfeições e olheiras da maneira que a gente gosta, não é? Tem efeito natural a luminoso, de forma que a pele não fica opaca.

Eu diria que a duração deste produto é de umas quatro horas, de forma que neste período você se olha e sabe que o produto está na sua pele. Como a temperatura tem estado amena aqui por essas bandas, não posso me manifestar com relação a duração na pele suada.

Paguei pelo BB Cream da Revlon, US$11. Vi que no Brasil está custando em torno de R$40 no Mercado Livre. Não encontrei em sites oficiais.

Me impressiona como o preço em dólar varia pouco entre o BB Cream e as bases da Revlon. São apenas US$4 de diferença, por uma cobertura levíssima com FPS 30, de uma cobertura média-alta com FPS 6, como da ColorStay. Vejo que pagamos mesmo é pelo FPS dos produtos…

Ok. Acho que este foi meu último BB Cream. Vamos ver se consigo não comprar mais nenhum? Pior que agora os CC Creams estão em todos os lugares! . Se o CC Cream da Clinique não custasse o absurdo de US$43, eu juro que comprava. No entanto, a Sabrina do Coisas de Diva apresentou o produto, testou e não se animou muito não. Eu gosto de ver que não é porque é uma marca famosa e cara, que o produto é maravilhosos. Como todos os produtos de beleza, o resultado é quase individual, pois cada pele é única. Assim, o que é bom para você, pode não ser para mim…

🙂Rak